Pela primeira vez na América Latina, icônico festival desembarca no Rio para quatro dias com grandes nomes da música

O Rio de Janeiro há muito que vem se tornando referência do Jazz no país, manifestação artística que a negritude no próprio DNA e que originou daí vários subgêneros. No Brasil, mais especificamente no Rio, o advento da Bossa Nova lá nos anos 50 do século passado surgiu como movimento derivado do samba e com forte influência jazzística, o que acabou fazendo com que a música brasileira fosse definitivamente reconhecida lá fora, principalmente a partir das apresentações no exterior de artistas como João Gilberto, Tom Jobim, João Donato, Sérgio Mendes entre outros.

Diante desse histórico de referências, o Rio  receberá pela primeira vez uma edição de um dos mais icônicos eventos musicais do mundo, o Montreux Jazz Festival, e o publico poderá vivenciar um pouco da emoção do  festival fundado em 1967 por Claude Nobs, Géo Voumard e René Langel. Por ele já passaram ícones da música mundial como Nina Simone, Ella Fitzgerald, Bill Evans, Keith Jarret. Muitos artistas brasileiros também fizeram shows memoráveis naquele palco, como Elis Regina, Hermeto Pascoal (ambos juntos num show antológico em 1979),  Ney Matogrosso, Caetano Veloso, Gilberto Gil, entre tantos outros.

A edição carioca vai ser a primeira na América Latina, e promete seguir  os mesmos padrões do original. Segundo os organizadores, o Rio foi escolhido por ser  “reconhecido globalmente como uma cidade que vibra cultura”.

A programação do Rio Montreux Jazz Festival vai ocupar diferentes pontos da cidade com atividades pagas e gratuitas e entre as atrações confirmadas estão The Stanley Clarke Band, Hermeto Pascoal, Yamandu Costa, Andréas Kisser, John Scofield, Al Di Meola, Frejat, Zeca Baleiro, Pitty, Ivan Lins, Chucho Valdés, Irakere, Amaro Freitas, Quarteto Tom Jobim com Maria Rita, entre outros.

o vencedor do Grammy Al Di Meola, uma das grandes atrações do Festival no Rio

 

No Pier Mauá, o Rio Montreux Jazz Festival ocupará os 3 palcos principais – nomeados em homenagem a grandes estrelas da música brasileira: Ary Barroso, Tom Jobim e Villa-Lobos, com capacidade para receber até 06 mil pessoas, por dia de evento. Além dos shows, o público terá acesso ao Espaço Village com bares e food trucks.

Além da programação de shows no Pier Mauá, a boa música vai ocupar a cidade em outros 5 palcos gratuitos. No Parque Madureira estará o Palco Pixinguinha, com área para receber um público de até 5 mil pessoas. Em outros quatro pontos da cidade estarão os palcos Montreux Urbano. A iniciativa quer estimular o acesso à cultura e incentivo às novas revelações da música brasileira.

Programação:

6 de junho – quinta-feira

Palco ARY BARROSO

18h30 – Amaro Freitas

21h – Diego Figueiredo

 

Palco TOM JOBIM

19h30 – Quarteto Jobim convida Maria Rita – “Chega de saudade: 25 anos sem Tom Jobim”

22h – Al Di Meola Acoustic Trio

 

Palco VILLA-LOBOS

23h30 – Steve Vai

Palco PIXINGUINHA (Horários a confirmar)

Atração a confirmar

Marcelo Caldi convida Gabriel Grossi – Homenagem a Luiz Gonzaga

 

7 de junho – sexta-feira

 

Palco ARY BARROSO

18h30 – Choro na Rua

21h – Pedro Martins Trio

Palco TOM JOBIM

19h30 – Yamandu Costa. Participação especial: Camerata Jovem do Rio de Janeiro

22h – The Stanley Clarke Band

 

Palco VILLA-LOBOS

23h30 – Frejat convida Pitty e Zeca Baleiro

 

Palco PIXINGUINHA (Horários a confirmar)

Atração a confirmar

Bianca Gismonti Trio convida Frank Colón – Homenagem a Egberto Gismonti

 

8 de junho – sábado

 

Palco ARY BARROSO

 

18h30 – Ricardo Herz Trio

21h – Andreas Kisser and guests: “Instrumental Acoustic Metal”

 

Palco TOM JOBIM

19h30 – Hamilton de Holanda convida Paulinho Costa

22h – Hermeto Pascoal

 

Palco VILLA-LOBOS

23h30 – Atração Internacional a confirmar

 

Palco PIXINGUINHA (Horários a confirmar)

Atração a confirmar

André Vasconcellos Quinteto

 

9 de junho – domingo

Palco ARY BARROSO

18h30 – Allyrio de Mello

21h – A Guitarra e o Tambor

 

Palco TOM JOBIM

19h30 – Carlos Malta e Pife Muderno

22h – John Scofield Combo 66

 

Palco VILLA-LOBOS

23h30 – Brasil Cuba: Ivan Lins, Chucho Valdés e Irakere

Palco PIXINGUINHA (Horários a confirmar)

Atração a confirmar

Dani Spielmann e orquestra Gafieirando convidam Bebê Kramer – Homenagem a Paulo Moura

 

Palcos:

Pier Mauá

Palco Tom Jobim – capacidade de 780 pessoas sentadas (Armazém 2).

Palco Villa-Lobos – capacidade de 3.500 pessoas em pé (Armazém 3)

Palco Ary Barroso – localizado na varanda do Pier

 

Demais regiões – Palcos gratuitos

Palco Pixinguinha – localizado no Parque Madureira

Palcos Montreux Urbano – em quatro diferentes pontos da cidade – ainda a serem definidos.